Pequena Trupe de Circo é uma Companhia de circo/teatro de rua que atua na região do ABC paulista desde 2014, na pesquisa da arte de rua e das artes circenses, buscando sempre desenvolvendo seus trabalhos estabelecer a relação da troca de saberes.
Composta por Eduardo do Amaral "Dudu do Circo", que cordena ações solo ou em grupo, realizando espetáculos, cortejos circense, intervenções e oficinas, entre outros, circulando de forma independente, passando por todas as regiões do pais podendo apresentar e desenvolver ações em 13 estados do brasil

A Pequena Trupe de Circo surgiu em 2013 com o intuito de pesquisar a arte de rua, desenvolver as artes circenses e circular de forma independente mundão afora. Com seu primeiro espetáculo, O Pequeno Espetáculo, Dudu do Circo e Palhaça Fadinha realizaram apresentações nos diversos parques da cidade de São Bernardo do Campo, integraram a programação da Maratona cultural de São Bernardo do Campo, da Convenção Brasileira de Malabares Circo e Palhaço, Convenção Praiana de Circo em Ilha Comprida, da Mostra Tropé de Teatro Circo e Bonecos em Itapira. Em 2014 realizaram mais 30 apresentações durante a Ocupação Artística nos parques de São Bernardo do Campo.

Em 2017 a trupe foi convidada para apresentar o Cabaré de Variedades da Pequena Trupe no aniversário de Santo André. 

Em 2018 nasce o espetáculo Variedades Variadas com estreia no Encontro Goiano de Malabares. O solo de Dudu do Circo foi apresentado em diversas cidades do país, além de ser contemplado em 2020 com o Prêmio Aldir Blanc de São Bernardo do Campo.

Eduardo iniciou nas artes circenses em 2002 participando de cursos e oficinas de iniciação nas técnicas acrobáticas, em 2003 começou a aprofundar seus estudos com as acrobacias aéreas, a partir de 2004 participou de oficinas e workshops com o intuito de especializar-se na área circense, tendo como mentores, na parte acrobática : Marcelo Milan, Alex Marinho, Claudio Urbini, Sergio Oliveira; nas técnicas de malabarismo, Alexandre Roit e Du Circo;  quadrante acrobático com Linde Hartman; petit volant (trapézio de vôo) Claudio Costa com; palhaçaria clássica com Fernando Sampaio e Teófanes Silveira (Palhaço Biribinha) ; palhaço e arte de rua Fernando Cavarozzi (Chacovachi) e  montagem de espetáculo com Vitor Avalos (Tomate), em 2016 formou-se pela ESLIPA.
Desde 2008 ministra oficinas circense de iniciação de acrobacias de solo, tecido acrobático e trapézio estático, e vivência de iniciação ao malabarismo.
Desde seu início trabalha  com diversos grupos do ABC e de São Paulo, circulando por todas as regiões do pais realizando apresentações, e ou produção de espetáculos, festivais, convenções, mostras, participando até do circuito palco giratório 2015.
Participou da organização de diversas convenções de malabarismo e circo, sendo quatro convenções regionais,  quatro convenções estaduais e circo convenções nacionais organizando e desenvolvendo a parte logística, produção, técnico de luz e som.

Atualmente desenvolve espetáculos, intervenções e eventos com a Cia Pequena Trupe de Circo, que circula de forma independente por todas as regiões do brasil.